Última hora

Última hora

Jornalistas suecos condenados por "apoio ao terrorismo" na Etiópia

Em leitura:

Jornalistas suecos condenados por "apoio ao terrorismo" na Etiópia

Tamanho do texto Aa Aa

Onze anos de prisão para os dois jornalistas suecos detidos na Etiópia, no passado mês de Julho.

Martin Schibbye e Johan Persson foram presos junto à fronteira com a Somália, na região de Ogaden. Ambos garantem que estavam a preparar uma reportagem sobre as atividades do grupo sueco Lundin Petroleum, reconhecendo, no entanto, que entraram na Etiópia ilegalmente.

Mas a acusação principal, no tribunal de Adis Abeba, foi de “apoio ao terrorismo”, porque, na altura da detenção, os jornalistas estavam com rebeldes da Frente Nacional de Libertação de Ogaden, que luta pela independência daquela região.

A justiça etíope considerou que os dois homens não conseguiram desmentir a ligação aos rebeldes e justificou a sentença com palavras como “paz” e “estabilidade”.

A Suécia promete intensificar os esforços pela libertação dos repórteres.