Última hora

Última hora

Fim de ano em crise, esperança em 2012

Em leitura:

Fim de ano em crise, esperança em 2012

Tamanho do texto Aa Aa

A crise. Impossível abstrair-se dela em Portugal, onde os planos de austeridade minam diariamente o poder de aquisição das famílias e a capacidade de desenvolvimento das empresas. Os profissionais das festas populares são os mais atingidos. RTP.

O n° de suicídios aumenta em toda a Europa. Na Grécia aumentou para 40% no primeiro semestre de 2011, relativamente ao ano anterior. Nesta época do ano, as pessoas ficam mais frágeis, e as associações mobilizam-se. É um tema da televisão suíça TSR.

Pelo menos há um sector que não conhece a crise; pelo contrário, beneficia com ela: o dos jogos. Promessa de dinheiro instantâneo, a lotaria nunca foi tão popular. Principalmente em França, onde os vendedores de sonhos se reinventam constantemente. Uma reportagem da France Trois.

Na Rússia as festas começam a 31 de dezembro. Os presentes dão-se na noite de fim de ano. Uma trégua em plena crise política. As grandes cidades vestem-se de gala. Visita guiada por San Petersburgo da mão de RTR.