Última hora

Última hora

Economia da Estónia foi das que mais cresceu em 2011

Em leitura:

Economia da Estónia foi das que mais cresceu em 2011

Tamanho do texto Aa Aa

A Estónia registou este ano um crescimento económico na ordem dos oito por cento, ou seja, cinco vezes mais que o conjunto da União Europeia.

O país báltico foi um dos primeiros a entrar em colapso e dos que mais depressa consolidou as contas públicas.

Um ano depois de adotar a moeda única, o governo conseguiu reduzir a taxa de desemprego para os 11 por cento, mas o euro continua a dividir a população.

“O desemprego diminuiu e o consumo das famílias aumentou. Isso levou a que os produtores e retalhistas inflacionassem os preços. As pessoas não gostaram e não estão muito contentes com a nova moeda” afirma o gerente de uma loja.

“Tenho uma reforma baixa e com ela tenho de pagar a renda, os medicamentos e tudo o resto.

Por isso, é difícil habituar-me. Fazer compras tornou-se mais caro” refere uma reformada.

Outra adianta: “para mim o euro é estranho. Com este tipo de moeda é difícil saber quanto se gasta.”

Em 2008, a nação báltica antecipou-se à crise internacional, mas é hoje um exemplo de sucesso.

A crise da dívida promete refrear o crescimento económico em 2012, entre dois a cinco pontos percentuais.