Última hora

Última hora

Mais um ano trágico para a Grécia

Em leitura:

Mais um ano trágico para a Grécia

Tamanho do texto Aa Aa

Apesar da grave crise, a Grécia deu as boas vinda a 2012 com uma sessão de fogo de artifício e o céu de Atenas ganhou cor.

O chefe do governo Lucas Papademos lembrou o esforço que os gregos terão de enfrentar nos próximos anos.

“Muitas dificuldades estão ainda para vir. Temos de continuar a lutar o que vai ser decisivo para mantermos o euro, e não desperdiçar os sacrifícios feitos de forma a que a crise não se torne incontrolável”.

A população está à espera de um ano pior do o anterior, em que as medidas de austeridade criaram um clima generalizado de descontentamento e depressão.

“Está a ser muito dificil para as pessoas, estamos todos muito zangados, sentimos que batemo do fundo, que Deus nos ajude”.

“2012 vai ser pior que o ano passado, mas acho que não podemos ir mais além do que isso. Temos de resistir, vamos conseguir”.

Para fazer face ao déficit, as autoridades gregas reduziram as pensões de reforma e o salário dos funcionários públicos, tendo ao mesmo tempo aumentado os impostos.