Última hora

Última hora

Derrame de crude afeta comunidades do delta do rio Níger

Em leitura:

Derrame de crude afeta comunidades do delta do rio Níger

Derrame de crude afeta comunidades do delta do rio Níger
Tamanho do texto Aa Aa

2012 começa da pior maneira para os habitantes do delta do rio Níger. A região é afetada por uma maré negra que é já qualificada como a pior em 13 anos. Esta região costeira da Nigéria é constantemente afetada por derrames de petróleo, em terra e em alto-mar. O país é o maior produtor do continente africano. Os residentes acusam a petrolífera Shell de estar na origem desta poluição, que está a afetar a sua principal fonte de rendimento.

“A poluição está aí, o problema está aí e nós não podemos ir para o rio, não podemos pescar e não temos forma de sustentar as nossas famílias” – afirma Jakob Uka, um dos chefes da comunidade de Orobiri.

A Shell reconhece que houve um problema com a plataforma de águas profundas Bonga, que se situa a 120 quilómetros da costa da Nigéria. No dia 20 de dezembro a petrolífera anglo-holandesa constatou um derrame de uma quantidade inferior a 40.000 barris de crude. A Shell mobilizou cinco barcos e dois aviões para recolher o petróleo e aplicar dispersores químicos. Por isso assegura que a poluição de que se queixam agora os habitantes do Delta do rio Níger tem outra fonte. A ONU considera que a região precisa da maior operação de despoluição do mundo ao fim de cinco décadas de exploração petrolífera.