Última hora

Última hora

Dinamarca preside à União Europeia

Em leitura:

Dinamarca preside à União Europeia

Tamanho do texto Aa Aa

É sem grande expetativa que os Vinte e Sete assistem à passagem da presidência europeia para a Dinamarca.

Em plena crise da dívida, este país que não faz parte da zona euro, terá certamente dificuldades em impôr-se nas negociações dominadas pelo eixo franco-alemão.

No discurso de inauguração da presidência, a primeira-ministra, Helle Thorning-Schmidt, reconheceu que o seu país vai liderar a União em tempos muito difíceis, mas manifestou determinação em contribuir para que a União assuma o controlo da economia e retome o crescimento.

A verdade é que com o Tratado de Lisboa, as presidências rotativas perderam impacto e margem de manobra. Ainda assim, cada estado tenta imprimir a sua marca e define opções políticas.

A Dinamarca quer distinguir-se pela vontade de criar empregos, de incentivar o crescimento com o investimento nas energias renováveis e também por um vasto programa cultural ao longo dos próximos seis meses.

A presidência dinamarquesa começou este domingo e prolonga-se até ao final do mês de Junho.