Última hora

Última hora

O sonho olímpico conta o preconceito

Em leitura:

O sonho olímpico conta o preconceito

Tamanho do texto Aa Aa

No Afeganistão há muito que as mulheres são obrigadas a lutar por uma vida digna. Quando essa luta se transpõe para dentro de um rinque de boxe nasce um sonho olímpico.

As irmãs Shabnam e Sadaf Rahimi treinam três vezes por semana num ginásio improvisado em busca de um lugar em Londres com as cores de um país que ainda não as vê com bons olhos.

A sua família, que conta com três raparigas no mesmo clube de pugilismo, já foi mesmo ameaçada por considerarem que as mulheres não têm lugar num desporto que é difícil e duro mesmo para os homens.

Apesar dos preconceitos longe vão os tempos em que os talibãs proibiam as mulheres de praticar desporto. O sonho destas irmãs pode tornar-se realidade em maio, quando se deslocarem à China para a ronda de qualificação para os Jogos Olímpicos.