Última hora

Última hora

Síria: Observadores da Liga Árabe cometeram erros

Em leitura:

Síria: Observadores da Liga Árabe cometeram erros

Tamanho do texto Aa Aa

O Primeiro-Ministro do Qatar, Sheikh Hamad al-Thani após um encontro com o Secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-Moon, reconheceu terem sido cometidos erros pelos observadores da Liga Árabe enviados à Síria e disse que contava com ajuda técnica da ONU.
 
Ativistas pró-democracia sírios acusaram terça-feira a missão de observadores da Liga Árabe na Síria de “falta de profissionalismo”.
 
Por seu lado o líder do Exército Sírio Livre, coronel Riad Assaad, apelou esta quinta-feira à Liga Árabe para retirar os seus observadores e reconhecer o falhanço da missão no terreno.
 
Na quarta-feira em Homs manifestantes encenaram uma paródia aos observadores da Liga Árabe.
 
Entretanto os protestos contra al-Assad continuam por toda a Síria, enquanto as forças fiéis ao regime insistem na repressão violenta dos manifestantes que, segundo a ONU, já fez mais de 5000 mortos.
 
Hoje as autoridades sírias anunciaram a libertação de 552 presos implicados nos levantamentos populares, mas sem terem as mãos manchadas de sangue.