Última hora

Última hora

Prémio Chatham House para Suu Kyi

Em leitura:

Prémio Chatham House para Suu Kyi

Tamanho do texto Aa Aa

Libertação de todos os presos políticos e eleições livres. Estes foram alguns os reptos lançados pelo chefe da diplomacia britânico ao governo civil da Birmânia e partilhados pela líder da oposição.

No segundo e último dia da visita ao país, William Hague entregou a Aung San Suu Kyi, o prémio Chatham House 2011, que distingue os que mais contribuíram para a melhoria das relações internacionais.

Esta é a primeira visita de um chefe da diplomacia britânica à antiga colónia em cerca de seis décadas e a primeira de um representante dos 27, desde março, após a dissolução da junta militar.

A transferência de poder para o novo governo civil foi sinónimo de mudanças no país, desde logo, no que toca à alteração da lei dos partidos, o início do diálogo com a líder da oposição e a libertação de centenas de presos políticos. Mas muitos continuam detidos. Estima-se que nas cadeias estejam entre 600 e 1.500 presos políticos.

Uma situação que o ministro dos Negócios Estrangeiros britânico quer ver corrigida com vista ao reconhecimento da comunidade internacional e ao levantamento das sanções.