Última hora

Última hora

Turquia: Detenção de antigo CEMGFA divide opiniões

Em leitura:

Turquia: Detenção de antigo CEMGFA divide opiniões

Tamanho do texto Aa Aa

O general Ilker Başbuğ ocupa as primeiras páginas dos jornais turcos. A detenção do antigo Chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas (CEMGFA) não é propriamente uma surpresa mas as opiniões refletem a partição da sociedade turca, entre apoiantes de um governo de raízes islâmicas e partidários de uma Turquia secular.

“Quem comete erros deve pagar por eles, quer seja uma pessoa comum, o Chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas ou um político. Quem comete crimes contra o povo, quem se mete em atividades ilegais, quem faz coisas injustas deve enfrentar os tribunais” – afirma um residente de Istambul, enquanto outro questiona esta detenção – “Estou muito triste. Isto não deveria ter acontecido. Para mim, aqui há coisa. Pelo que sei, o Chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas não deveria ter sido preso. Qual é que é o crime dele?”

Centenas de pessoas encontram-se detidas por suspeita de ligação ao caso Ergenekon: militares, académicos, advogados e jornalistas. Muitos foram detidos depois de criticarem o partido no poder.