Última hora

Última hora

Primeira marcha pelos presos da ETA desde o regresso da direita ao poder

Em leitura:

Primeira marcha pelos presos da ETA desde o regresso da direita ao poder

Tamanho do texto Aa Aa

Dezenas de milhares de pessoas desfilaram nas ruas de Bilbao, sob o lema: “os presos bascos ao País Basco”.

É a primeira manifestação pela reaproximação e pelos direitos dos prisioneiros da ETA desde o regresso da direita ao poder em Espanha e desde o anúncio histórico, a 20 de Outubro do ano passado, do fim da luta armada por parte da organização separatista basca.

É também a primeira marcha desde o regresso dos independentistas bascos ao Parlamento, nas últimas legislativas.

O líder da formação da esquerda basca Alternatiba, Oskar Matute, disse esperar que “o enorme silêncio que encheu as ruas de Bilbao (…) chegue a Madrid. O Partido Popular deve tornar-se num agente ativo da normalização política. Deve ser um governante responsável e não um obstáculo, como sempre tem sido”.

Os manifestantes reclamam o reagrupamento dos cerca de 700 presos da ETA espalhados por prisões espanholas e francesas no País Basco e a libertação dos que cumpriram três quartos das penas ou que estão “gravemente doentes”.

O PP descarta qualquer amnistia ou exame de possíveis soluções para os etarras presos enquanto a ETA não declarar uma dissolução completa sem contrapartidas.