Última hora

Última hora

Síria: funeral das vítimas de atentado em Damasco

Em leitura:

Síria: funeral das vítimas de atentado em Damasco

Tamanho do texto Aa Aa

Damasco assistiu este sábado ao funeral das vítimas do atentado bombista que fez 26 mortos e 63 feridos na capital síria.

O governo promete responder com “mão de ferro” ao ataque, que atribui a “terroristas”. Os opositores apontam o dedo ao regime, que acusam de orquestrar o massacre para desviar atenções da sangrenta repressão contra o movimento de contestação que, segundo a ONU, já fez cerca de cinco mil mortos.

Do exterior, multiplicam-se as condenações do atentado suicida desta sexta-feira. O Irão, principal aliado da Síria na região, disse partilhar “a dor das famílias das vítimas”.

O Conselho de Segurança da ONU condenou “nos termos mais enérgicos” o ataque, enquanto o secretário-geral da organização, Ban Ki-Moon, disse que o clima de violência em que vive o país é “inaceitável” e tem de parar.