Última hora

Última hora

Americano de origem iraniana condenado à morte no Irão

Em leitura:

Americano de origem iraniana condenado à morte no Irão

Tamanho do texto Aa Aa

Amir Mirzai Hekmati foi condenado à morte esta segunda-feira pela justiça do Irão. O antigo marine de 28 anos, nascido nos Estados Unidos, filho de uma família iraniana, foi condenado à pena capital pelo tribunal revolucionário de Teerão por “colaboração com um país hostil e espionagem ao serviço da CIA”.

Logo no início do processo, em finais de dezembro, o réu reconheceu ter trabalhado para os serviços secretos norte-americanos, mas rejeitou qualquer intenção de prejudicar o Irão.

Hekmati poderá ainda recorrer da sentença lida em primeira instância.

Este é mais um episódio nas já tensas relações entre Estados Unidos e Teerão. Washington rejeitou as acusações de espionagem e apelou para que o Irão liberte Hekmati.

Em finais de dezembro, as forças armadas iranianas procederam a 10 dias de exercícios militares no estreito de Ormuz.

Ao mesmo tempo, Teerão ameaçava com o encerramento do estreito, por onde passa 40% do petróleo transportado por via marítima a nível mundial.

Após o anúncio da sentença, os Emirados Árabes Unidos anunciaram que até junho, vai estar operacional um oleoduto que contorna o estreito de Ormuz.