Última hora

Última hora

Militar polaco interrompe conferência de imprensa para fazer tentativa de suicídio

Em leitura:

Militar polaco interrompe conferência de imprensa para fazer tentativa de suicídio

Tamanho do texto Aa Aa

Um procurador e coronel do exército polaco deu um tiro na cabeça após interromper uma conferência de imprensa na qual defendia uma investigação militar sobre fugas de informação no caso do desastre aéreo que vitimou o presidente polaco na Rússia em 2010.

Mikolaj Przybyl criticou as fugas de informação existentes. O militar e o grupo de procuradores encarregados das investigações são acusados de espiarem jornalistas através do acesso aos registos dos telemóveis.

Przybyl foi transportado para o hospital. Segundo uma alta patente militar, o coronel encontra-se fora de perigo.

O incidente ocorrido a 10 de abril em Smolensk na Rússia continua a ser um tema sensível nas relações entre a Polónia e a Rússia.

O presidente Lech Kaczynski e 95 figuras de destaque do regime polaco perderam a vida em resultado deste incidente.