Última hora

Última hora

Pescadores do sul de Espanha protestam contra revogação do protocolo da UE com Marrocos

Em leitura:

Pescadores do sul de Espanha protestam contra revogação do protocolo da UE com Marrocos

Tamanho do texto Aa Aa

Dois mil habitantes de Barbate, em Espanha, saíram às ruas da vila piscatória para protestar contra a rejeição da União Europeia de prorrogar o protocolo de pescas com Marrocos.

De acordo com um armador local, a revogação do acordo poderá ter como consequência a perda de 700 postos de trabalho no setor das pescas.

Os pescadores da localidade andaluza, junto ao estreito de Gibraltar, acusam Bruxelas de estar a matar a indústria.

“Já estamos a perder o mar. Se o perdermos completamente, vamos ter que desligar as luzes e ir embora porque não há mais trabalho”, diz Francisco Javier Pérez, pescador local.

“O que é que vai acontecer agora? Temos todos que pagar a renda. Quase todas as famílias vivem com o salário do marido. Deram-nos uma machadada”, afirma Patricia González, mulher de um pescador.

Os ministros da tutela da União Europeia revogaram o protocolo com Marrocos depois de o Parlamento Europeu ter chumbado a prorrogação do acordo entre Bruxelas e Rabat.

Em reposta, Marrocos deu ordem para que todos os pesqueiros da União Europeia, entre os quais 14 portugueses, deixassem as águas territoriais marroquinas.