Última hora

Última hora

Jornalistas francês morto na Síria

Em leitura:

Jornalistas francês morto na Síria

Tamanho do texto Aa Aa

Paris pede explicações a Damasco pela morte do jornalista Gilles Jacquier atingido por um tiro de morteiro. O ataque deixou no total 8 mortos e 25 feridos, em Homs.

É o primeiro jornalista ocidental morto na Síria desde o início da revolta contra o regime. Um outro jornalista belga ficou ferido num olho.

Gilles Jacquier estava em “missão autorizada pelo governo sírio”.

Esta manhã o Presidente Bashar al-Assad apareceu de surpresa numa manifestação em seu apoio, em Damasco. Perante a multidão afirmou que o seu país “triunfará e que está próximo o fim da conspiração estrangeira”.

A situação na Síria não se alterou depois na chegada da missão de observador da Liga Árabe que falam em cenas de horror.

Anwar Malek, um argelino, que fazia parte da missão demitiu-se e qualificou a missão de “farsa” e que o regime está a cometer uma série de crimes contra o seu povo.

Este residente de Homs diz que eles não vão aos locais onde os militares atacam”.

Desde a chegada da missão dos observadores à Síria, já foram mortas mais de 400 pessoas, uma média de 40 por dia, segundo o relatório das Nações Unidas.