Última hora

Última hora

Protestos contra dez anos de Guantánamo

Em leitura:

Protestos contra dez anos de Guantánamo

Tamanho do texto Aa Aa

A Amnistia Internacional não deixou passar em branco o décimo aniversário da chegada dos primeiros detidos à base naval de Guantánamo. Várias cidades foram palco de protestos, como Bruxelas e Berlim.

A Responsável pela Amnistia Internacional na Bélgica, Françoise Dieryck, deixou um pedido aos Estados Unidos: “Pedimos um julgamento justo para cada detido. Portanto, alguns serão acusados e condenados a uma pena de prisão, outros libertados, mas até agora o Governo apenas indiciou seis deles”.

Em Berlim, os ativistas dos Direitos Humanos instalaram uma cela semelhante às de Guantánamo.

“Espero que a nossa ação não passe despercebida, se possível ao senhor Obama, para que Guantánamo seja fechada. É que alguns prisioneiros não foram julgados e isso não é legal”, vincou uma jovem alemã.

Os detidos de Guantánamo também decidiram assinalar a data com protestos pacíficos que vão durar três dias.