Última hora

Última hora

Colapso económico em vista na Nigéria

Em leitura:

Colapso económico em vista na Nigéria

Tamanho do texto Aa Aa

A economia nigeriana está a sofrer um duro golpe com uma greve geral que já dura desde segunda-feira e o colapso pode estar iminente com a anunciada paralisação dos trabalhadores da indústria petrolífera, que representa dois terços das receitas do país.
 
“Estamos a notificar o presidente da Nigéria e também todos os nigerianos de que a Associação dos Trabalhadores Seniores da Energia e do Petróleo foi obrigada a parar toda a produção de gás e petróleo a partir das zero horas de sábado dia 14”, refere Babatunde Ogun, presidente da PENGASSAN.
 
Um mar de gente tem contestado nas ruas depois do governo ter removido os subsídios que mantinham baixos o preço dos combustíveis. O povo está revoltado. “Dizem-nos para ficar em casa pois se não está em casa, está nas ruas a protestar. Por isso, se não estão connosco, estão contra nós. Se for esse o caso então devem ficar em casa”, diz um nigeriano em Lagos.
 
Face ao impasse, o presidente Goodluck Jonathan decidiu reunir-se com os representantes dos trabalhadores da indústria petrolífera.
 
A Nigéria é o maior produtor de petróleo de África e a paralisação da indústria pode causar sérios problemas a países importadores como os Estados Unidos.
 
Ao suprimir o subsídio aos combustíveis, o governo duplicou o preço da gasolina que antes se situava nos 30 cêntimos de euro por litro. O valor dos alimentos e dos transportes também mais do que duplicou.