Última hora

Última hora

Haiti marca dois anos do sismo devastador

Em leitura:

Haiti marca dois anos do sismo devastador

Tamanho do texto Aa Aa

O Haiti marcou esta quinta-feira o segundo aniversário do sismo devastador que fez 300 mil mortos em 2010.

Dois anos depois da tragédia, as ruas da capital, Port-au-Prince, estão ainda cobertas de escombros. Segundo a ONU, mais de meio milhão de haitianos continuam a viver em tendas.

Ainda assim, o presidente Michel Joseph Martelly quis deixar uma mensagem de esperança, sublinhando que “hoje, os haitianos prometem aos que desapareceram que estão decididos a inspirar-se por aqueles que morreram na tragédia. Inspirar-se, não para lamentar e continuar a chorar, mas para que o exemplo da sua morte conduza ao estabelecimento e formação de um ‘habitat’ haitiano, conforme às exigências de segurança ordenadas pelos caprichos mortais e devastadores da nossa natureza”.

O português Alexandre Abrantes, enviado do Banco Mundial ao Haiti, disse ontem que a reconstrução do país poderá demorar ainda entre sete a dez anos.