Última hora

Última hora

Myanmar liberta centenas de prisioneiros políticos

Em leitura:

Myanmar liberta centenas de prisioneiros políticos

Tamanho do texto Aa Aa

O regime de Myanmar, a antiga Birmânia, reforça as medidas de abertura.

Esta sexta-feira foram libertadas várias centenas de prisioneiros políticos, uma amnisita reclamada pelo Ocidente como prova do empenhamento do governo nas reformas políticas no país.

Para o sub-diretor da divisão asiática da Human Rights Watch, a libertação dos prisioneros é como uma corrida e não é porque se correu uma volta que a prova está ganha. “É preciso ter a certeza que chegamos ao final do percurso, que todos os prisioneiros são libertados”, afirma.

Os Estados Unidos saúdam a decisão e mostram-se prontos para a troca de embaixadores entre as duas capitais.

Desde que chegou ao poder, o novo governo concedeu três amnistias, iniciou um processo de reformas e assinou um acordo de cessar-fogo com um grupo de rebeldes.

Permitiu também o regresso à cena política de Aung San Suu Kyi, a lider histórica da oposição, que poderá apresentar-se às eleições legislativas do próximo mês de Abril.