Última hora

Em leitura:

Nigéria em risco de guerra civil


Nigéria

Nigéria em risco de guerra civil

Continua pelo quarto dia consecutivo a greve nacional que paralisou a Nigéria.

Os trabalhadores do setor petrolífero ameaçam parar a produção e colocam assim o governo sob pressão, enquanto o executivo procura parar os ataques contra cristãos, atribuídos ao grupo islamista Boko Haram, no norte do país.

Lagos, a principal cidade da Nigéria, com cerca de 15 milhões de habitantes, teve uma manifestação pacífica de cerca de 10 mil pessoas.

Os sindicatos do setor de petróleo ameaçam parar a produção. Um deles afirmou que todas as plataformas de produção estão em “alerta”.

Os protestos foram desencadeados pelo aumento do preço da gasolina no dia um de janeiro, altura em que o governo cortou subsídios e o duplicou as tarifas.

O descontentamento generalizado e a tensão religiosa no norte do país, que já causou dezenas de mortos, deixam a Nigéria sob a ameaça de guerra civil.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

Corrida ao novo iPhone gera confrontos na China