Última hora

Última hora

Sarkozy promete medidas contra a crise no final do mês

Em leitura:

Sarkozy promete medidas contra a crise no final do mês

Tamanho do texto Aa Aa

Em dia de comemoração do centenário do nascimento do pai da V República francesa, foi um Nicolas Sarkozy grave que surgiu num discurso frente aos franceses.

O presidente, que até agora se recusou a comentar a degradação da dívida do seu país, apelou aos cidadãos a resistirem e lutarem contra a crise, prometendo o anúncio de novas medidas no final do mês:

“Isto é uma provação e, enquanto tal, é preciso enfrentá-la. É preciso resistir, é preciso lutar, ter coragem e manter o sangue frio. Não se responde a uma crise desta amplitude com agitação e paixão”,afirmou.

O candidato socialista, que há três dias acusa o chefe do estado de responsabilidade na perda do triplo A, não tardou a reagir ao discurso do presidente:

“Prefiro que façamos reformas estruturais indispensáveis no princípio, para fazer a distribuição das riquezas no fim, o que nos evitará de voltar a viver o que estamos a viver: um mandato quinquenal que distribui aos mais ricos no princípio e pede a todos e particularmente aos mais modestos de fazer esforços no final”, disse.

Também François Hollande deverá revelar aos franceses, antes do final do mês, o programa de medidas que preconiza para o país.

A França está a entrar verdadeiramente na espiral da crise e é ela que vai ditar a vitória na eleição presidencial daqui a três meses.