Última hora

Última hora

Economia chinesa dá sinais de enfraquecimento

Em leitura:

Economia chinesa dá sinais de enfraquecimento

Tamanho do texto Aa Aa

A China anunciou um crescimento menos forte em 2011 apesar de se ter situado nos 9,2 %. Depois de uma expansão de 10,4 %, a desaceleração deve-se ao contexto de crise global.

A contração nos mercados internacionais, em particular o europeu, explica o recuo da economia chinesa, nomeadamente no último trimestre, que foi de 8,9%, o mais baixo desde o segundo trimestre de 2009.

O correspondente sénior para questões económicas da Reuters analisa. “Vamos ver um crescimento sustentado das importações na China, um aumento a partir da Europa, um aumento das importações dos Estados Unidos, ajudando a economia global. No entanto, há ainda algum movimento em baixa, e os economistas estão relutantes em prever quando termina este ciclo em baixa”, diz Nick Edwards.

Apesar das estimativas para a China em 2012 serem as de pior crescimento numa década, a desaceleração mais acentuada pode colocar em causa a recuperação da economia global, que está à beira da recessão.