Última hora

Última hora

Governo Monti avança com polémicas liberalizações

Em leitura:

Governo Monti avança com polémicas liberalizações

Tamanho do texto Aa Aa

O governo italiano avança com a liberalização da economia. Após um conselho de ministros de mais de oito horas, o executivo aprovou o polémico decreto-lei que muda as regras para taxis, farmácias, estações de serviço e profissões liberais como médicos, advogados, dentistas e notários, cuja regulamentação se mantinha inalterada há décadas.

No final, o primeiro-ministro Mario Monti afirmou:

“Cada um de nós, como indíviduo ou grupo social, tem tendência a preferir o “status quo” à evolução que representam os desafios. Mas estamos convencidos de que é difícil, a nível coletivo e sem liberalizações, conseguir encontrar um novo ritmo de crescimento”.

O pacote de liberalizações prevê, por exemplo, o aumento do número de licenças para taxis, farmácias e notários, liberdade de escolha de abastecedor para os proprietários de estações de serviço e o fim de tarifas mínimas impostas por advogados e notários.

A liberalização da economia tinha sido fixada como prioridade por Mario Monti, reconhecendo que as críticas seriam muitas e que estão longe de ter terminado.