Última hora

Última hora

Salah pede desculpa e deixa o Iemen

Em leitura:

Salah pede desculpa e deixa o Iemen

Tamanho do texto Aa Aa

O presidente do Iemen vai mesmo abandonar o país e o poder, depois de 33 anos na liderança.

Foi o próprio Ali Abdallah Saleh quem o confirmou, numa conferência de imprensa, com aspetos surpreendentes. Pediu desculpa aos seus compatriotas, por todas as faltas cometidas, ao longo de 33 anos.

Mas voltará a Sanaa, sempre que achar necessário. Vai manter a presidência do seu partido, o Congresso Geral Popular e nessa qualidade regressará e exercerá atividade política.

Até 21 de Fevereiro, data das eleições presidenciais, Saleh será o “homem de palha” do regime, com o cargo de presidente honorífico.

A presidência efectiva será exercida pelo até agora número dois, Abd Rabbo Mansour Hadi, ele próprio candidato único às presidenciais.

Antes de chegar a Nova York, Saleh vai passar por Oman e pela Etiópia.