Última hora

Última hora

Fundador da Megaupload ainda não sabe medida de coação

Em leitura:

Fundador da Megaupload ainda não sabe medida de coação

Tamanho do texto Aa Aa

O fundador da empresa de partilha de ficheiros na internet, Megaupload.com, vai permanecer detido na Nova Zelândia até o juiz de instrução decidir se aguarda em liberdade ou não o julgamento por pirataria informática “on-line” e lavagem de dinheiro.

O juiz David McNaughton considerou o caso demasiado complexo para decidir de imediato quais as medidas de coação, se as houver, a aplicar sobre Kim Schmitz, também conhecido por Kim Dotcom. Uma decisão apenas será tornada pública na terça ou na quarta-feira.

A defesa argumenta que não há risco de fuga, pois os ativos financeiros foram congelados e os passaportes apreendidos.

Juntamente com alemão de 38 anos, foram detidas 3 pessoas na Nova Zelândia e outras duas na Europa.

Os Estados Unidos querem a extradição por suspeita de envolvimento num esquema que deu lucros na casa dos 175 milhões de euros em poucos anos com a cópia e distribuição de música, filmes e outro material protegido por direitos de autor.

Pelas detenções no caso da Megaupload.com e pelas das iniciativas legislativas antipirataria “online” nos Estados Unidos, a organização de hackers Anonymous atacou os sítios de várias empresas como a Sony, a Universal, a Warner e a Vivendi.