Última hora

Última hora

UE espera recessão moderada no primeiro semestre

Em leitura:

UE espera recessão moderada no primeiro semestre

Tamanho do texto Aa Aa

A situação da Grécia dominou o encontro dos ministros europeus das Finanças em Bruxelas, numa altura em que todos defendem a necessidade de relançar o crescimento, recuperar a confiança na economia europeia, reforçar a governação económica e os mecanismos de proteção.

Uma necessidade que se torna ainda mais urgente face às perspetivas económicas. No final do encontro, o comissário europeu para os Assuntos Económicos, Olli Rehn, reconheceu que “a desaceleração económica continua e que vários fatores apontam para uma recessão moderada na Europa, pelo menos no primeiro semestre do ano”.

Já em relação à Grécia, os europeus querem que Atenas se comprometa a implementar as reformas e que negocie com os credores privados melhores condições para a redução da dívida. Olli Renh evocou os progressos feitos e a necessidade de conseguirem um acordo “nos próximos dias, de preferência em janeiro”, em vez da data fixada em fevereiro.

Atenas pode entrar em incumprimento em março, quando vence uma grande fatia da dívida. Mas para receber o segundo plano de resgate tem de chegar a acordo com os credores privados, a quem é exigido um esforço suplementar para o perdão da dívida. Já a Standard&Poor’s ameaça baixar novamente a nota da Grécia.