Última hora

Última hora

Britânicos à conquista do Quénia

Em leitura:

Britânicos à conquista do Quénia

Tamanho do texto Aa Aa

Se não podes vencê-los, junta-te a eles. Foi precisamente o que a equipa britânica de atletismo fez. Por forma a garantirem uma boa prestação nos jogos Olímpicos de Londres mudaram-se de armas e bagagens para a casa dos campeões, no Quénia.

Mo Farah, inglês nascido na Somália, é uma das grandes esperanças à conquista de uma medalha, nos 5 e 10 mil metros. Há já algum tempo que Farah treina ocasionalmente no Quénia e como resultado venceu o título mundial dos 5 mil metros em Daegu. Agora segue-se o resto da equipa.

Uma das grandes beneficiadas pelos novos métodos de treino deverá ser Paula Radcliffe. A eterna candidata à vitória mas que nunca subiu ao pódio nos Jogos Olímpicos. Aos 38 anos, esta deverá ser a sua última oportunidade.