Última hora

Última hora

Egito celebra um ano sem Mubarak

Em leitura:

Egito celebra um ano sem Mubarak

Tamanho do texto Aa Aa

Milhares de pessoas começaram a ocupar a praça Tahrir ontem à noite para celebrar o primeiro aniversário da revolta popular que pôs fim a três décadas de governo de Hosni Mubarak. Mas o país permanece dividido. Enquanto uns celebram as mudanças já alcançadas, outros apelam a uma nova revolta contra o Conselho Militar que governa o país.

O analista político Hasan Nafaa explica que “os egípcios foram capazes de decapitar a cabeça do regime, mas aqueles que estiveram na linha da frente da revolução ainda não chegaram ao poder. Isto significa que se entrou numa fase de processos democráticos mas ainda não é claro se vai promover gente que fale verdadeiramente em prol da revolução.”

As eleições legislativas que se desenrolaram entre novembro e janeiro deram a esmagadora maioria dos assentos aos partidos islâmicos. as formações liberais arrecadaram menos de 20 por cento dos votos. Uma desilusão para muitos dos que se bateram há um ano nas ruas do Cairo.