Última hora

Última hora

Indignados preparam protesto em Davos

Em leitura:

Indignados preparam protesto em Davos

Tamanho do texto Aa Aa

Os ativistas “anticapitalismo” decidiram “ocupar” o Fórum Económico Mundial (WEF), que hoje começa em Davos, na Suíça. Os mais tenazes começaram a construir uma aldeia no gelo. Seis iglus estavam já escavados na área fora da zona de segurança. Espera-se que o seu número aumente nos próximos dias.

“A nossa mensagem é ‘Não os deixes decidir por ti’. Não colocamos este slogan em frente deles, dos auto designados líderes globais, mas em frente dos outros todos, dos 99%” – explica um dos ativistas.

Os excessos do capitalismo, a crise mundial e os protestos globais levaram os responsáveis mundiais a adotar um discurso mais consensual. “No final, os mercados têm de servir a sociedade… e temos visto muitos excessos, com a exclusão gerada pelo sistema capitalista. Penso que temos de adotar, ou melhor, reequilibrar o nosso sistema” – sublinha Klaus Schwab, fundador e diretor-geral do Fórum Económico Mundial.

O WEF lançou o alerta este mês: o crescimento da desigualdade e do desemprego entre os jovens, assim como a perda do poder de compra dos reformados, são fatores de risco que podem comprometer a globalização e o crescimento económico mundial.