Última hora

Última hora

Internautas polacos contra acordo ACTA

Em leitura:

Internautas polacos contra acordo ACTA

Tamanho do texto Aa Aa

Os internautas da Polónia estão mobilizados contra o acordo internacional ACTA, destinado a combater a contrafação e a pirataria na internet, mas que muitos utilizadores consideram ser um ataque às liberdades.

Esta terça-feira, cerca de 2.000 manifestantes juntaram-se frente à delegação do Parlamento Europeu em Varsóvia.

É um acordo que propõe uma maior proteção dos direitos de autor, à semelhança das leis recentemente propostas nos Estados Unidos, PIPA e SOPA, que causaram um grande debate e a contestação de alguns gigantes da net como a Google e a Wikipédia.

O primeiro-ministro Donald Tusk deu ordem ao embaixador no Japão para assinar o acordo, na quinta-feira em Tóquio, em nome da Polónia. O ACTA, Acordo Comercial Anti-Contrafação, inclui todos os Estados-membros da União Europeia, o Japão, a Austrália, a Suíça e outros países. Foi já ratificado por vários Estados.

Em protesto, vários grupos de piratas informáticos atacaram os sites do governo. A Polónia é um dos locais onde a resistência a este acordo mais se está a fazer notar.