Última hora

Última hora

Bebé arménio recebe nome de Sarkozy

Em leitura:

Bebé arménio recebe nome de Sarkozy

Tamanho do texto Aa Aa

A decisão dos pais, um casal arménio, teve lugar após a adoção definitiva pelo senado francês na passada segunda-feira de uma lei que penaliza a negação do genocídio arménio durante o Império Otomano.

O bébe chama-se Sarkozy Avetisian em homenagem ao presidente francês Nicolas Sarkozy.

“Estávamos sentados em frente à televisão a falar sobre o genocídio. Na altura, Nicolas Sarkozy afirmou que era necessário reconhecer o genocídio arménio. Foi nesse momento que tive a ideia de batizar o meu filho com o nome dele”, afirmou o pai, Karapet Avetisian.

A decisão francesa provocou ondas de indignação em vários países.

No Azerbeijão, aliado tradicional da Turquia, dezenas de pessoas marcharam em frente à embaixada francesa na capital, Baku. Os manifestantes gritaram palavras de ordem contra Nicolas Sarkozy deitando fogo a uma efígie do presidente francês.

O governo turco condenou a decisão francesa classificando-a como “discriminatória” e “racista”.

Entre a população mais jovem, o protesto é feito através de um jogo vídeo cujo objetivo é esbofetear Sarkozy.

“Não aceitamos a lei francesa mas como não podemos fazer nada, encontrámos este jogo na internet em que podemos esbofetear Sarkozy. É assim que nos vingamos”, disse Ahmet Uzunagaca.

Desde o lançamento na passada terça-feira que esta aplicação já foi jogada mais de 160 mil vezes.