Última hora

Última hora

Vaga de protestos na Polónia contra tratado antipirataria

Em leitura:

Vaga de protestos na Polónia contra tratado antipirataria

Tamanho do texto Aa Aa

A Polónia torna-se no principal palco dos protestos na Europa contra o tratado internacional antipirataria (ACTA), assinado anteontem pela Comissão Europeia.

Milhares de pessoas manifestaram-se em várias cidades polacas contra o acordo que pretende proteger os direitos de autor, mas que os detratores vêm como uma limitação à liberdade de expressão.

Vinte e dois dos países da União firmaram o acordo em Tóquio, entre os quais Portugal.

Na Polónia, o primeiro-ministro Donald Tusk não se mostra supreendido com a vaga de protesto:

“Obviamente que esta decisão cria muito descontentamento, em particular da parte de quem se habituou a certas práticas na Internet, consideradas ilegais pela lei polaca. Por isso é natural que estas regras não suscitem um grande entusiasmo”.

A organização Anonymous apelou os internautas a lançarem ataques informáticos contra os sítios internet da Comissão Europeia.

Mas a entrada em vigor do novo acordo depende da aprovação do parlamento europeu que tem até Junho para pronunciar-se sobre as novas regras.

O relator do parlamento para o acordo, o eurodeputado socialista francês, Kader Arif, considerou a assinatura pela Comissão como “uma mascarada”, deixando entender que poderá demitir-se em protesto contra a decisão.