Última hora

Última hora

O último recurso de Julian Assange

Em leitura:

O último recurso de Julian Assange

Tamanho do texto Aa Aa

É a última oportunidade para o patrão da Wikileaks escapar à extradição para a Suécia.

O Supremo Tribunal britânico examina nos próximos dois dias o mandado emitido pela justiça sueca contra Julian Assange.

O ás das fugas de informação é acusado de três delitos de abuso sexual e um de violação contra duas mulheres suecas em 2010.

Uma denúncia rejeitada pela defesa que contesta a legitimidade do mandado de extradição.

Sete juizes vão examinar os argumentos da defesa e a sentença final deverá ser emitida dentro de semanas.

Assange que se encontra em prisão domiciliária desde 2010, fora já condenado à extradição por duas vezes no mesmo processo.

O fundador do Wikileaks não descarta a possibilidade de voltar a recorrer da decisão junto do tribunal europeu dos Direitos Humanos.

Para os advogados do fundador do Wikileaks o processo é antes de mais motivado pela publicação de milhares de documentos diplomáticos norte-americanos em 2010.