Última hora

Última hora

Desenha-se o rumo da candidatura republicana contra Obama

Em leitura:

Desenha-se o rumo da candidatura republicana contra Obama

Tamanho do texto Aa Aa

A indiscutível vitória do moderado Mitt Romney em relação ao rival conservador Newt Gingrich, constitui uma enorme vantagem para concorrer, em novembro, com o adversário democrata, Barack Obama.

Romney vangloriou-se do facto:

“- Os nossos rivais do outro partido observam-nos durante estas primárias.

Gostam de tranquilizar-se e pensar que uma campanha competitiva nos vai deixar divididos e frágeis. Mas dou-lhes uma notícia: umas primárias competitivas não nos dividem, preparam-nos. E vamos ganhar”

E para o conseguir, Romney conta com uma máquina de campanha bem rodada e bem financiada.

O ex-governador do Massachusetts não tem poupado meios para bombardear o principal rival com publicidade negativa.

Uma arma pesada contra Newt Gingrich que, apesar da derrota na Florida, não desanima.

Gingrich recorda que ainda há votos em 46 estados, e quer voltar a Tampa, em agosto, para aceotar a nomeação republicana.Como?

Newt Gingrich

: “- Vou dar-lhes a resposta

: em 1863, durante a inauguração do primeiro cemitério militar, o presidente Lincoln estabeleceu que “temos um Governo do povo e para o povo” nós vamos conseguir que o poder do povo derrote o poder do dinheiro nos próximos seis meses”.

Mas a vontade não chega para enfrentar o poder financeiro de Romney, o candidato dos “hedge funds” e de Wall Street.

Romney tem angariado mais do que Gingrich, apenasr de gastar mais, também.

Fevereiro promete ser um mês árido para Gringitch.

Serão realizadas primárias em seis estados, a priori todos mais favoráveis a Romney. Gingrich pode ser um excelente orador mas dececionou na Florida e vai ter apenas dois debates para tentar recuperar desta derrota.