Última hora

Última hora

Grécia: credores privados poderão reestruturar até 70% da dívida

Em leitura:

Grécia: credores privados poderão reestruturar até 70% da dívida

Tamanho do texto Aa Aa

A Grécia afirma estar à beira de chegar a um acordo para reestruturar 70% da dívida detida por credores privados.

Um entendimento imprescíndivel para que a União Europeia desbloqueie o segundo plano de resgate orçado em 130 mil milhões de euros.

As negociações com os bancos privados prosseguem desde a semana passada em Atenas e poderiam estar terminadas entre esta quarta-feira e o final da semana.

Mas o acordo que permitirá reestruturar mais de 150 mil milhões de euros de dívida poderá não ser suficiente, sem uma nova intervenção do Banco Central Europeu.

O ministro das finanças grego, Evangelos Venizelos, afirmou que, “sem uma participação dos fundos de pensões e de segurança social gregos no acordo com os credores privados, o país arrisca-se a entrar em bancarrota. E quando um país entra em bancarrota não tem dinheiro para financiar nem pensões nem segurança social”.

Mas países da União como a Alemanha temem que a Grécia não consiga cumprir a meta de reduzir 120% do PIB até 2020.

Até lá Atenas enfrenta um novo desafio, o de reembolsar 14,5 mil milhões de euros aos credores até meados de Março.

Os ministros das Finanças da União reúnem-se na próxima segunda-feira em Bruxelas, onde poderão decidir desbloquear o segundo plano de resgate.