Última hora

Última hora

Trabalhadores chineses libertados

Em leitura:

Trabalhadores chineses libertados

Tamanho do texto Aa Aa

Vinte e cinco trabalhadores chineses feitos reféns no Egito por um grupo armado foram libertados.

Os trabalhadores haviam sido capturados na terça-feira por beduínos numa fábrica de cimento no centro da Península do Sinai.

Os sequestradores exigiam a libertação de cinco presos condenados por atentados cometidos na localidade turística de Taba em 2004.

No sábado, também 29 trabalhadores chineses foram raptados no Estado fronteiriço de Kordofan do Sul, no Sudão, pelo Exército Popular de Libertação do Sudão. Deste grupo 17 foram resgatados.

A embaixada e a empresa chinesa mantêm contatos com o governo sudanês para resgatar os outros funcionários.

A China enviou representantes ao Sudão e pediu que Cartum encontrasse uma solução para a libertação imediata dos trabalhadores.