Última hora

Última hora

Afeganistão: NATO antecipa retirada de combate

Em leitura:

Afeganistão: NATO antecipa retirada de combate

Tamanho do texto Aa Aa

As forças da NATO no Afeganistão vão começar a retirar-se de combate em meados de 2013, em consonância com as recentes decisões norte-americana e francesa. A antecipação em quase um ano para o modelo de assistência foi discutida, na sede da NATO, em Bruxelas, pelos ministros da Defesa.

Mas tal não se deve ao facto do país estar mais seguro, como assinala o analista do Centro para a Segurança e Estratégia Europeia, Claude Moniquet: “Atualmente, as tropas da NATO estão numa situação semelhante àquela em que se encontravam as tropas soviéticas nos anos 80. Isto é, controlam as principais cidades do Afeganistão durante o dia – bem como as estradas que ligam as grandes cidades -, mas quando a noite cai, são os insurgentes que controlam o país “.

Em 2001, as forças ocidentais começaram a derrubar o regime taliban, que apoiava os terrorista da al-Qaeda. Mas uma década de guerra, que causou 2900 mortos entre os seus soldados, tornou-se um fardo político. Já os extremistas retomaram as suas posições, mantendo o círculo de violência no Afeganistão.