Última hora

Última hora

Manuel José vive de perto tragédia no Egito

Em leitura:

Manuel José vive de perto tragédia no Egito

Tamanho do texto Aa Aa

A tragédia entrou em campo no Egito. Pelo menos 74 pessoas morreram e mil ficaram feridas num jogo de futebol da primeira divisão entre o Al Ahli, equipa do treinador português Manuel José, e os anfitriões do Al Marsi.

No final do desafio, uma invasão de campo degenerou em violentos confrontos, mas muitas pessoas perderam a vida no pânico que se gerou nas bancadas.

O treinador Manuel José confirmou ter sido agredido com socos e pontapés. Referiu que os jogadores estão bem e disse não ter dúvidas da falta de segurança por parte das autoridades policiais.

A federação egípcia de futebol suspendeu todos os jogos da Liga por tempo indeterminado. O chefe da Junta Militar egípcia, Mohammed Hussein Tantawi, garantiu que os responsáveis vão sofrer as consequências e que as famílias das vítimas vão receber compensações.

O desafio de futebol teve lugar em Port Said. Os militares enviaram helicópteros para retirar jogadores e adeptos da equipa visitante.

A notícia espalhou-se ao estádio internacional do Cairo, onde decorria outro encontro que opunha as equipas de Zamalek e de Ismaili. Os árbitros decidiram cancelar a partida, provocando a ira entre os adeptos, que terão ateado fogo ao estádio. O incêndio acabou por ser controlado e o recinto evacuado.