Skip to main content

|

No Egito, pelo menos duas pessoas morreram na cidade de Suez em confrontos com a polícia.

Segundo testemunhas, as vítimas foram atingidas por disparos feitos por agentes policiais.

Em Alexandria também milhares de pessoas protestaram nas ruas da cidade contra a falta de segurança verificada nos confrontos entre claques durante um jogo de futebol em Port Said. Setenta e quatro mortos e centenas de feridos foi o balanço da verdadeira batalha campal travada entre os apoiantes da equipa local o, Al-Masry, e do Al-Ahly do Cairo.

Muitas pessoas acusam apoiantes do antigo presidente Osni Mubarak de estarem na origem dos confrontos.

A claque da equipa cairota é conhecida pelo nome de “Ultras” e os seus elementos juntamente com militantes da Irmandade Muçulmana defenderam as investidas dos apoiantes de Mubarak sobre os manifestantes da Praça Tahrir, naquela que ficou conhecida como a “Batalha dos Camelos” e que ocorreu há exatamente um ano.

Copyright © 2014 euronews

Mais informação sobre
|

Login
Por favor, introduza os seus dados de login