Última hora

Última hora

Frio mata por toda a Europa

Em leitura:

Frio mata por toda a Europa

Tamanho do texto Aa Aa

O frio na Ucrânia já fez mais de 100 mortos. Só nas últimas vinte e quatro horas morreram mais 38 pessoas, vítimas da vaga de frio. É o inverno mais rigoroso dos últimos seis anos, com os termómetros a descerem, durante a noite, até aos 33 graus negativos.

As vítimas mortais são, na maioria, sem-abrigo que não resistiram à hipotermia.

O governo mandou instalar 3000 tendas aquecidas para acolher estas pessoas. Várias centenas de sem-abrigo foram já tratadas nos hospitais.

A vaga de frio polar, vinda do Ártico, está a estender-se por toda a Europa e a fazer os termómetros descer para mínimos recorde.

Também a Polónia está a sofrer as consequências. A vaga de frio no país dura há já oito dias e matou 37 pessoas. Também aqui os sem-abrigo são quem está a pagar a fatura mais elevada. A polícia pede às pessoas que assinalem a presença de pessoas que dormem na rua, para as poder recolher. Várias aldeias ficaram isoladas, tal como na Sérvia.

A Itália e a Espanha estão também a ser varridas pelo frio. Em Bolonha a circulação de comboios esteve interrompida e o aeroporto fechado. Sexta-feira nevou em Roma.

Nem as praias do País Basco escaparam ao manto branco. Mesmo assim, houve quem tenha desafiado as temperaturas e arriscado um mergulho na água gelada.