Última hora

Última hora

Grécia: Negociações prolongam-se e Bruxelas refaz as contas

Em leitura:

Grécia: Negociações prolongam-se e Bruxelas refaz as contas

Tamanho do texto Aa Aa

Os funcionários públicos gregos protestam, o governo diz estar perto do acordo, mas a conversa repete-se há vários dias e a Grécia continua a avançar para incumprimento.

Sem esperança de um acordo nas próximas horas, o eurogrupo cancelou a reunião de segunda-feira, enquanto em Atenas, o ministro das Finanças, Evangelos Venizelos, continua a negociar a difícil reforma do mercado do trabalho e reconhece que não é fácil agradar aos gregos e à troika: “Sim, as pessoas tornaram-se mais pobres. Sim, estamos a viver tempos dramáticos. Sim, o nível de vida caiu. Sim, é trágico ter de cortar nas pensões e nos salários. Mas a alternativa que temos é impensável e tentamos evitá-la”.

A Grécia está entre a espada e a parede e em Bruxelas refazem-se as contas. A Europa poderá ter de subir o segundo plano de resgate para 145 mil milhões de euros, mais 15 mil milhões do que previsto, para recapitalizar a banca e conseguir que os credores privados aceitem maiores perdas com a dívida grega.