Última hora

Última hora

Malvinas: Presença de William de Gales revolta argentinos

Em leitura:

Malvinas: Presença de William de Gales revolta argentinos

Tamanho do texto Aa Aa

Os argentinos, revoltados com a questão das ilhas Malvinas, atacaram esta quinta-feira uma delegação do banco britânico HSBC, em Buenos Aires.

Dezenas de pessoas manifestaram-se nas ruas da capital para protestarem contra a chegada do príncipe William, que integra uma equipa de vigilância e salvamento, enviada por Londres para as ilhas Malvinas.

“Isto é a resposta à presença em território argentino do pirata William. O que estamos a fazer aqui é a prestar homenagem aos que cairam na guerra das Malvinas, aqui no mausuléu à sua memória. Daqui fazemos um apelo a toda a nação Argentina para se juntar a nós para desenvolvermos a nossa campanha para apagarmos a campanha inglesa”, explica o organizador da manifestação.

O governo britânico diz que a operação da força-aérea em que está integrado o príncipe William é uma missão de rotina.

Uma missão que surge no momento em que a guerra de palavras entre os dois países sobe fortemente de tom. A Grã-Bretanha mantérm em permanência mil soldados no arquipélago de que Buenos Aires reivindica a soberania e tem a caminho um navio de guerra.

Os dois países envolveram-se numa guerra em 1982 pela posse do território, sob controlo britânico desde 1833.