Última hora

Última hora

O poder do titânio na produção de couro

Em leitura:

O poder do titânio na produção de couro

Tamanho do texto Aa Aa

Ao abrigo do programa Europeu de Eco-Inovação, um grupo de empreendedores desenvolveu um processo produtivo de couro à base de titânio, que substitui gradualmente o atual processo, no qual se usa o cromo.

Uma fábrica de curtumes, em Silla, Espanha, tornou a produção de couro mais segura e amiga do ambiente graças a uma nova tecnologia.

“O processo à base de titânio tem muitas vantagens. É mais sustentável, devido às reservas de material que o planeta dispõe. Também é mais saudável, uma vez que o titânio é hipoalergénico”, diz Silvino Navarro, diretor da fábrica INCUSA.

Durante o processo de produção normal de couro, pode-se produzir uma substância cancerígena chamada Cromo Hexavalente. Ao substituir o cromo pelo titânio o risco desaparece e a produção polui menos a atmosfera, como explica Miguel A. Martínez Sánchez, subdiretor do Instituto Tecnológico de Calçado, INESCOP: “Durante o processo de produção do couro, os parâmetros das águas residuais que se produzem são iguais ou até melhores se comparados com o processo convencional. No que respeita aos resíduos do couro, no final da vida útil do calçado, ao não haver cromo acaba por ser vantajoso para o ambiente.”

As propriedades mecânicas do couro curtido com titânio não são piores do que as do couro tradicional. Além disso, há benefícios ao nível da saúde que podem atrair muitos clientes.

“Há pessoas que são sensívies ao couro curtido como cromo, uma vez que pode causar vários tipos de alergias. Estas pessoas podem usar calçado feito de pele curtida com titânio, evitando esta potencial alergia”, acrescenta Miguel A. Martínez.

Muitos fabricantes vendem calçado feito com couro curtido com titânio. A procura nos mercados supera todas as expetativas.