Última hora

Última hora

Reino Unido: ministro da Energia acusado de fugir a multa de velocidade demite-se

Em leitura:

Reino Unido: ministro da Energia acusado de fugir a multa de velocidade demite-se

Tamanho do texto Aa Aa

O primeiro-ministro britânico vê-se forçado a fazer uma terceira alteração indesejada no governo, depois da demissão do ministro da Energia.

Chris Huhne deixou o cargo depois do Ministério Público anunciar a abertura de um processo contra o ministro demissionário e a ex-mulher, que terá admitido em 2003 a culpa por uma infração de excesso de velocidade alegadamente cometida pelo marido.

O procurador-geral Keir Starmer disse que existem “provas suficientes para serem feitas acusações de crime” contra Chris Huhne e Vicky Price por “obstrução à Justiça”.

Huhne diz que a única razão pela qual decidiu deixar o cargo é para poder preparar corretamente a sua defesa.

Numa breve declaração à porta da sua residência em Londres, afirmou estar “inocente” e ter a intenção de “lutar contra as acusações no tribunal”. Huhne disse que “para evitar qualquer distração, tanto para os deveres oficiais, como para a defesa, [decidiu] abandonar a pasta da Energia e das Alterações Climáticas”.

No ano passado, o ministro da Defesa Liam Fox demitiu-se por levar um amigo a atos oficiais e, em 2010, o responsável do Tesouro David Laws deixou o cargo num escândalo com despesas indevidas.

Em menos de dois anos, o governo de David Cameron conta já com mudanças imprevistas em três pastas.