Última hora

Última hora

China proíbe companhias aéreas de pagarem taxa de carbono da UE

Em leitura:

China proíbe companhias aéreas de pagarem taxa de carbono da UE

Tamanho do texto Aa Aa

As autoridades chinesas proibiram as companhias aéreas do país de pagarem as taxas sobre as emissões poluentes impostas pela União Europeia.

Pequim sublinhou que as transportadoras aéreas chinesas também não poderão elevar as tarifas cobradas aos passageiros para compensar o custo da chamada “taxa de carbono”, “sem a autorização das autoridades governamentais”.

A China segue assim o exemplo dos Estados Unidos, que adotaram um projeto de lei que proíbe as companhias norte-americanas de pagarem a taxa definida pela União Europeia.

A China, os Estados Unidos, a Rússia e outros 23 dos 36 membros da Organização Internacional da Aviação Civil rejeitam os argumentos europeus.

A taxa de carbono entrou em vigor a 1 de Janeiro. A Europa pretendia, assim, que todas as companhias aéreas pagassem o equivalente a 15 por cento das suas emissões de CO2 – cerca de 32 milhões de toneladas – para lutar contra o aquecimento global.