Última hora

Última hora

Frio faz subir preço da alimentação

Em leitura:

Frio faz subir preço da alimentação

Tamanho do texto Aa Aa

Com as temperaturas que descem, sobem os preços do gás, da eletricidade, do petróleo e dos produtos agrícolas, a começar pelas frutas e legumes.

Com o clima glaciar, em França, o preço da cenoura é um dos poucos que se mantém estável, já a couve-flor, numa semana, subiu cerca de 30 por cento. A salada e o alho francês duplicaram.

Um agricultor da Picardia, no norte de França, explica que “na semana passada as temperaturas eram de menos 13 ou menos 14 graus, sobretudo de manhã. Mas desde segunda-feira, as temperaturas são negativas mesmo durante o dia”.

Há agricultores que não conseguem apanhar os produtos vendo-os condenados a congelar, outros que vêm subir a fatura de aquecimento para manterem as culturas nas estufas e outros que começam a contar os prejuízos para o resto do ano, com a morte das plantações feitas há poucas semanas.

Na Ucrânia, a produção de trigo poderá cair 30% este ano, devido ao frio, e em Itália os prejuízos podem já ascender a 150 milhões de euros.

Para lá dos campos destruídos, há dezenas de milhares de cabeças de gado mortas e toneladas de bens perecíveis que não podem ser transportados em toda a Europa. E no final, com o aumento dos preços dos legumes e da energia nem a sopa fica barata nestes tempos de austeridade.


View The big freeze in a larger map