Última hora

Última hora

Itália entre os países mais afetados pela vaga de frio glacial

Em leitura:

Itália entre os países mais afetados pela vaga de frio glacial

Itália entre os países mais afetados pela vaga de frio glacial
Tamanho do texto Aa Aa

Uma grande parte da Europa continua a sofrer os efeitos do frio glacial, acompanhado por importantes quedas de neve e vento violento.
 
A Itália é o país do Oeste do continente onde a intempérie assumiu, nos últimos dias, a faceta mais desastrosa.
 
O balanço de vítimas mortais atingiu as quatro dezenas e mesmo no sul do país, a capa de neve atingiu nalguns pontos os três metros de espessura, estando previstas novas precipitações.
 
Na região central de Emilia Romagna foi declarado o estado de emergência.
 
A vaga de frio fez 480 mortos nos últimos dez dias, a maioria no Leste da Europa.
 
Mesmo habituados aos Invernos rigorosos, os russos enfrentam temperaturas abaixo dos vinte graus negativos em Moscovo e até aos -34 na Sibéria.
 
Na cidade de Novorossiysk, junto ao Mar Negro, as baixas temperaturas juntaram-se a um vento particularmente violento, deixando 7500 pessoas sem eletricidade.
 
Em contraste, na Holanda a vaga de frio alimenta a esperança dos fãs da patinagem.
 
Com um grande número de canais gelados, a mítica “Corrida das Onze Cidades” poderá realizar-se nos próximos dias, pela primeira vez desde 1997.
 
Dois milhões de espetadores são esperados para ver 16 mil patinadores deslizarem ao longo de 200 quilómetros de canais gelados. A prova só foi realizada quinze vezes desde 1909.