Última hora

Última hora

Uma batalha desigual trava-se em Homs

Em leitura:

Uma batalha desigual trava-se em Homs

Tamanho do texto Aa Aa

Enquanto Bachar Al Assad promete à Rússia parar a violência, uma batalha sangrenta continua em Homs entre militares sírios e rebeldes do Exército Livre.

A população refugia-se nas caves para escapar aos bombardeamentos e franco-atriradores.

As forças do regime mantêm o cerco à cidade e disparam tiros de artelharia tendo provocado, segundo os ativistas,mais de 200 mortos nas últimas 24 horas.

Este coronel do exército da Síria Livre conta:

“ Os militares continuam a bombardear o Baba Amr atacando de diferentes sítios com artilharia pesada, destroem os edifícios. Os habitantes vivem no medo”.

No distrito de Baba Amr fuzis e metralhadoras, contra canhões e hélicopteros, uma batalha desigual. Os mortos são enterrados apressadamente, enquantos os feridos enchem os hospitais onde os meios de atendimento e medicamentos começam a faltar.