Última hora

Última hora

Washington não acredita nas promessas de Assad

Em leitura:

Washington não acredita nas promessas de Assad

Tamanho do texto Aa Aa

Os Estados Unidos manifestam ceticismo em relação às promessas feitas pelo presidente sírio, Bashar al-Assad, ao ministro russo dos Negócios Estrangeiros, Serguei Lavrov.

Washington volta a pedir a Damasco o fim imediato da violência. As novas promessas de reformas democráticas feitas pelo regime, três dias depois dos vetos de chineses e russos a uma condenação da violência, são as mesmas feitas à Liga árabe.

O porta-voz da Casa Branca disse que “ a Rússia deve compreender que apostar tudo em Assad é um erro enorme, não apenas para os interesses da Rússia na Síria, mas para toda a estabilidade da região”.

Moscovo assegurou que Assad anunciará em breve o calendário de um referendo sobre uma nova constituição. Uma “operação que consiste em anunciar uma consulta que Assad pode controlar totalmente”, acusam os Estados Unidos.

Ontem, em Damasco, os apoiantes do presidente manifestaram-lhe apoio.